Ciberativismo em sites de redes sociais: Uma análise da apropriação das páginas do Facebook pela WikiLeaks

Willian Fernandes Araújo, Sandra Portella Montardo

Resumen


Este trabalho aborda a apropriação de sites de redes sociais por grupos ciberativistas. Assim, analisou-se a página no Facebook da organização WikiLeaks durante os dias 1° de junho e 5 de julho de 2012. Como método, foi utilizado a Teoria Fundamentada. Constatou-se a predominância de utilização informativa e a inexistência de interlocução com os indivíduos conectados à página. Observou-se a maior apropriação dos conteúdos divulgados quando se tratavam de imagens com caráter opinativo.

Palabras clave


WikiLeaks; Ciberativismo; Site de redes sociais; Teoria Fundamentada

Texto completo: PDF

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


Creative Commons License
Este trabajo está licenciado bajo la licencia Creative Commons Attribution 3.0 .